Dr. Jorge Huberman

  >  bebês   >  Tire todas as suas dúvidas sobre o banho de bebê
Saiba todas as dicas para dar o melhor banho possível no seu bebê

Tire todas as suas dúvidas sobre o banho de bebê

Pais de primeira viagem têm sempre muitas dúvidas sobre os deveres com o novo integrante da família, principalmente por serem bem pequenos e por não saberem demonstrar o que sentem com clareza. Justamente por isso, um assunto que gera muitas dúvidas é como dar banho corretamente no bebê. Nesse artigo, vamos te ajudar: tire todas as suas dúvidas sobre o banho de bebê!

Em primeiro lugar, quando os pais voltam do hospital e trazem o recém-nascido para casa, algumas perguntas sobre como e quando dar banho no filho são bastante comuns.

Além disso, o sentimento de insegurança, o medo de machucar ou não realizar o banho da maneira correta são recorrentes.

E toda essa preocupação é normal, porque sim!, é preciso ter alguns cuidados específicos, afinal, os bebês são muito sensíveis. É necessário saber a temperatura adequada, quantidade de banhos correta e fazer uso de produtos específicos para essa idade.

Pensando nisso, explicaremos tudo sobre o banho do bebê, para que esse processo seja o mais tranquilo possível para os pais!

Preparativos antes do banho do bebê

Para deixar esse momento mais especial e prazeroso para o seu pequeno, é possível organizar o pré-banho para facilitar todo o processo.

Confira as dicas abaixo:

É importante que o banho do bebê seja um momento agradável
É importante que o banho do bebê seja um momento agradável (Foto: Pixabay)
  • Priorize um local espaçoso; dessa forma, você terá facilidade para se movimentar enquanto limpa o bebê;
  • Use somente produtos específicos para bebês: a pele deles é muito sensível, podendo ter irritações ou desenvolver alergias; o ideal é que tenham PH neutro;
  • Separe todos os produtos que serão usados durante o banho e pós-banho também, como toalha, pomada anti-assadura, fralda e roupinhas;
  • Deixe a água da banheira pronta para o banho, é recomendado que misture primeiro a água gelada, e vá colocando aos poucos a água quente até ficar morna; a temperatura indicada é de 36ºC a 38ºC, e é possível medi-la colocando um pouco de água no pulso, uma das regiões mais sensíveis do nosso corpo;
  • Aqueça a temperatura ambiente entre 22ºC e 25ºC e, caso esteja frio, é importante fechar as janelas para evitar correntes de ar, evitando com o que o nenê tenha um choque térmico;
  • Antes de colocar seu filho na banheira, tire a fralda, limpe essa área previamente com lenço umedecido para não causar nenhuma contaminação na água.

Comece o banho pelo rosto do bebê

É importante que os banhos sejam curtos, entre cinco e, no máximo, dez minutos, porque o nenê perde muito calor neste momento. As áreas do corpo que você deve ter mais atenção durante a limpeza são o rosto, pescoço, bumbum e região genital.

Neste contexto, muitos pediatras recomendam que a limpeza comece pelo rosto/cabeça. Esse passo pode ser feito com o bebê ainda vestido, fora da banheira, ou logo que entrar no banho.

O ideal é que seja feito com um algodão umedecido em água, passando delicadamente pelo rosto do pequeno, sem sabonete, pelo fato dessa região ser ainda mais sensível. Além do rosto, orelhas e dobras do pescoço também podem ser limpas dessa forma.

Lembre-se que no caso dos ouvidos, as hastes de algodão nunca devem ser usadas, porque podem machucar e até mesmo perfurar o ouvido do seu filho. Também é preciso tomar muito cuidado para não entrar água nessa região, evitando os casos de otite – infecção no ouvido da criança.

Os olhos também podem ser limpos com um pano umedecido morno, para evitar o acúmulo de sujeiras e impurezas e a produção de remelas.

O uso de sabonete é necessário? Tire todas as suas dúvidas sobre o banho de bebê!

Alguns pediatras indicam que todo o banho seja feito apenas com água, mas ressaltam que a melhor opção de sabonete é a que tenha PH neutro, e que seja própria para recém-nascidos – assim, não irrita a pele do bebê.

Outra dica importante sobre os sabonetes: prefira sempre os que não tem fragrância.

Neste contexto, separamos uma lista de substâncias que não são recomendadas para os nenês, podendo causar irritações e até mesmo alergias. Fique atento aos rótulos!

  • Parabenos;
  • Metilsotiazolina;
  • Sódio lauril sulfato (SLS);
  • Sódio laureth sulfato (SLES)
  • Amônio laureth sulfato

Além disso, sabonetes em barra tradicionais não são recomendados por causarem ressecamentos. Também prejudicam a camada superficial lipídica, grande responsável pela proteção da pele do bebê contra bactérias e outras possíveis infecções.

Os pediatras também sugerem que, no caso de usar um sabonete, é melhor apostar nas versões líquidas, já que apresentam melhores resultados na limpeza de resíduos urinários e fecais.

Do mesmo modo, você também não deve esfregar a pele do seu bebê, justamente por ser muito delicada. A limpeza deve ser feita apenas espalhando a água ou sabonete com as mãos pelo corpo do seu filho e ele estará limpinho.

Como limpar o cabelo do bebê durante o banho

Uma dúvida muito comum é se o uso de xampu está liberado, principalmente para os pais de bebês cabeludos. Se esse for o seu caso, fique tranquilo porque há uma solução!

Assim como ocorre com os sabonetes, os pediatras recomendam o uso de xampus com PH neutro, suave, sem fortes aromas e que sejam anti-lágrimas, para evitar irritações nos olhos dos recém-nascidos.

Para enxaguar os fios do seu filhote, você pode apenas usar sua mão como cunha ou um copinho pequeno – faça o que for mais confortável para o bebê.

Lembre-se que essa etapa do banho exige muito cuidado e atenção, já que a cabeça do bebê tem regiões moles, as chamadas moleiras, que devem fechar em até 18 meses de vida. Por este motivo, você não deve fazer pressão sobre essa área para não causar machucados.

Como fazer um banho seguro para o bebê
O pós-banho do bebê é tão importante quanto o banho
O pós-banho do bebê é tão importante quanto o banho (Foto: Freepik)

O ideal é que você coloque no máximo 10 centímetros de água na banheira, e no caso de bebês maiores, até o nível da cintura da criança sentada.

O banho deve ser supervisionado o tempo inteiro, afinal, nenéns podem se afogar em menos de 30 segundos, mesmo com pouca água. Dessa forma, é essencial que você não saia do lado dele em momento nenhum, e esteja sempre o segurando, principalmente em casos de recém-nascidos.

Cuidados pós-banho do bebê

Após ter limpado todo o corpo do bebê, é preciso que ele seja bem seco, com uma toalha macia. O recomendado pelos especialistas é que a criança seja colocada sobre a toalha, envolvendo todo seu corpo, para retirar bem a umidade.

Depois, seque com atenção todas as partes do corpo, principalmente mãos, pés, e as dobrinhas. Se o bebê não estiver completamente seco e acumular umidade, pode desenvolver algumas feridas e infecções.

A região íntima merece atenção redobrada pelos mesmos motivos. Fique de olho para ver se o seu nenê não está com assaduras. Quando o seu filho estiver limpo e seco, já pode colocar a frauda e a roupinha escolhida.

Alguns pediatras também recomendam o uso de hidratantes, pomadas, óleos ou cremes, para evitar que a pele resseque. Lembrando que esses produtos devem ser sempre específicos para bebês.

Por fim, com delicadeza, use um pente ou escova para pentear os fios de cabelo do seu filho! Viu só? O pediatra e neonatolgista Jorge Huberman ainda conclui: “Com um pouco de cuidado e paciência, dar banho no seu filho pode ser um momento de diversão e de forte conexão com a criança”.

Para marcar uma consulta com o pediatra e neonatologista Dr. Jorge Huberman, ligue para (11) 2384-9701.