Dr. Jorge Huberman

  >  Novidades   >  Gravidez   >  Qual intervalo ideal entre duas gestações?
Bebê sorri ao lado da mãe grávida: existe muita controvérsia na literatura médica a respeito da questão: qual o intervalo ideal entre duas gestações?

Qual intervalo ideal entre duas gestações?

Existe muita controvérsia na literatura médica a respeito de uma questão: qual intervalo ideal entre duas gestações?

 Na verdade, não há uma resposta muito clara a este respeito já que as pesquisas na medicina ainda não chegaram a nenhuma conclusão sobre isso.

No entanto, os estudos preliminares indicam que a mulher deve esperar, no mínimo, um ano de intervalo entre duas gestações. Ou seja, o ideal é que ela aguarde ao menos 12 meses entre uma gravidez e outra.

Esse é considerando o tempo mínimo necessário para a recuperação completa do organismo e a cicatrização de feridas.

Vale ressaltar que as mulheres que ainda amamentam devem adiar a próxima gestação para o período pós-desmame.

Gravidez no resguardo é possível?

Sim, não há 100% de proteção no puerpério (o chamado período pós-parto).

Deste modo, sim, é possível que a mulher engravide no resguardo.

Contudo, os médicos não recomendam isso até porque não é o ideal que ocorram relações sexuais neste período, entre 30 a 40 dias depois do parto.

Isso porque a relação sexual nesse intervalo de tempo potencializa o risco tanto de infecção como também de sangramento. 

Quando pode voltar a tomar a medicação contraceptiva?

A anticoncepção é aconselhada no reinício das relações sexuais do casal, isso é: depois do resguardo.

Para mulheres com amamentação exclusiva há boa proteção até os três meses pós-parto.

Vale ressaltar que as pílulas anticoncepcionais com estrogênio não devem ser tomadas por quem ainda amamenta, pois elas estão associadas à redução do leite.

Desta forma, vale muito a pena consultar um obstetra antes de iniciar a contracepção.

Estudo canadense reafirma período de 1 ano de intervalo

Menina brinca com seu futuro irmãozinho: há divergência sobre o tempo ideal de intervalo entre duas gestações
Menina brinca com seu futuro irmãozinho na barriga da sua mãe: há divergência na medicina sobre o tempo ideal de intervalo entre duas gestações

Uma pesquisa realizada no Canadá há dois anos também afirma que o intervalo mínimo entre duas gestações deve ser de 12 meses.

Este hiato tem como objetivo evitar problemas de saúde tanto para a mãe como para o bebê.

Contudo, este levantamento contraria orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), que aconselha que as mulheres esperem um intervalo de dois anos entre uma gestação e outra.

Esta ampla pesquisa foi realizada por meio de uma parceria entre a Universidade da Colúmbia Britânica (UBC) e a Escola de Saúde Pública TH Chan de Harvard.

O estudo foi publicado na conceituada revista científica Jama Internacional Medicine.

De acordo com a principal autora do estudo, Laura Schummers, essa é uma notícia muito boa para as mulheres que desejam ser mães após os 35 anos de idade já que as descobertas na área da saúde para mulheres mais velhas são particularmente importantes.

É que elas tendem a espaçar mais a gravidez e, diversas vezes, o fazem de forma intencional.

Foram incluídas neste amplo levantamento mais de 123 mil mulheres e quase 150 mil gestações.

No caso, foram analisados os riscos à saúde de mulheres grávidas de diversas idades.

As participantes foram selecionadas por meio de bancos de dados de saúde populacional canadense, que incluíram as mulheres com ao menos duas gestações, de forma consecutiva, em um período de uma década.

Para maiores de 35 anos, o risco de mortalidade materna e morbidade grave foi de 0,62%. Isso quando somente seis meses se passaram entre o nascimento de um filho e a concepção do próximo. E 0,26% quando o intervalo foi de 18 meses.

Para as mães com idades entre 20 e 34 anos, houve um risco esperado de 0,23% aos seis meses e 0,25% aos 18 meses no intervalo entre duas gestações.

Mãe gestante caminha junto ao seu filho pequeno: hiato entre as gestações é um direito de escolha da mulher
Mãe gestante caminha junto ao seu filho pequeno: hiato entre as gestações é um direito de escolha da mulher; é ela que tem que optar quanto tempo quer aguardar entre duas ou mais gestações
Gestantes mais jovens tiveram um risco aumentado de parto prematuro espontâneo

Contudo, em comparação com as mulheres mais velhas, as mães mais jovens tiveram um risco aumentado de parto prematuro espontâneo com intervalos de gravidez mais curtos (5,3% aos 6 meses e 3,2% aos 18 meses) e riscos fetais e infantis mais altos ( 2,0% aos seis meses, comparado com 1,4% aos 18 meses).

Em resumo, o hiato entre as gestações é um direito de escolha da mulher. É ela, obviamente, que tem que optar quanto tempo quer aguardar entre duas ou mais gestações.

É fundamental que elas estejam cientes das evidências sobre o espaçamento entre os nascimentos e que escolham as informações certas. Os profissionais de saúde têm que apoiar uma mulher em sua escolha, que saberá sobre o que é certo para ela e para o seu futuro bebê.

“Estudos mais recentes mostram que o intervalo interpartal mais saudável para a mulher e o bebê deve ser de 18 a 24 meses”, observa o pediatra Jorge Huberman.

“Nascidos em intervalos menores que isso, têm maior risco de baixo peso, parto prematuro, paralisia cerebral e subnutrição”, afirma o médico neonatologista.

O pediatra e neonatologista Jorge Huberman ao lado do bebê, Antônio: "estudos mais recentes mostram que o intervalo mais saudável entre as gestações deve ser de 18 a 24 meses"
O pediatra e neonatologista Jorge Huberman ao lado do bebê, Antônio: “estudos mais recentes mostram que o intervalo mais saudável entre as gestações deve ser de 18 a 24 meses”

Para marcar uma consulta com o Dr.Jorge Huberman ligue para (11) 2384-9701.