c

Dr. Jorge Huberman

  >  adolescentes   >  Puericultura: o que é? Como ter ajuda do pediatra?
Puericultura: o que é?

Puericultura: o que é? Como ter ajuda do pediatra?

Puericultura: o que é? Como ter o auxílio do pediatra? Muitas pessoas ao procurarem um médico pediatra ficam com essa dúvida. Na verdade, a puericultura é um importante acompanhamento médico, detalhado, realizado pelo Pediatra.

A puericultura é uma subespecialidade da Pediatria, é a ciência que tem como objetivo atuar, entre outras coisas, na prevenção de acidentes. Além disso, proteger o pequeno paciente contra algum problema que possa prejudicar o crescimento e seu desenvolvimento físico e mental, principalmente em seus primeiros dias de vida e também em seus primeiros anos de vida.

A Puericultura promove a saúde das crianças, por meio de uma atenção integral, compreendendo a criança como um ser em crescimento, com suas particularidades. É uma especialidade médica que está abrangida pela área de Pediatria, desde o nascimento do recém-nascido.

Trata-se de um trabalho voltado para pacientes com idades variadas, como alguns meses de vida, três anos ou até 19 anos de idade. Ela é diferente da consulta tradicional realizada pelo Pediatra, normalmente quando há algum tipo de queixa. A consulta de puericultura é voltada para a avaliação completa do paciente, desde a pesagem, capacidade auditiva e visual, e até mesmo o desenvolvimento neuropsicomotor e da sexualidade.

A consulta de puericultura se pauta na premissa de que também compete ao pediatra a orientação da família sobre a proteção integral à criança. Fora isso, fornece condições para uma intervenção mais rápida e eficaz. Isso quando é identificado algum desvio fora da normalidade no bebê, na criança ou no adolescente.

É essencial que os pais possam estabelecer uma relação de mútua cooperação com o seu pediatra, tendo alguém de confiança para recorrer em casos urgentes ou de dúvidas.

 

Puericultura analisa diversos pontos

 

É necessário fazer diversas avaliações na consulta de puericultura, entre elas estão os seguintes pontos.

Avaliação do estado nutricional da criança pelos indicadores clínicos definidos pelo Ministério da Saúde; do seu histórico alimentar; da curva de crescimento pelos parâmetros antropométricos adotados também pelo Ministério; desenvolvimento neuropsicomotor; exame de capacidade visual; verificação do calendário vacinal.

Também são observados: desempenho escolar e cuidados dispensados pela escola; padrão de atividades físicas diárias, conforme parâmetros recomendados pelo Ministério da Saúde; condições do meio ambiente conforme roteiro do mesmo Ministério; cuidados domiciliares dispensados à criança, além de avaliações da função auditiva e da saúde bucal.

 

Pediatra deve ser consultado antes do nascimento

Considerando a necessidade de consulta logo na sala de parto, ou seja, no primeiro minuto de vida do bebê, é recomendável que as famílias escolham o pediatra, ou neonatologista da criança ainda antes mesmo do seu nascimento.

Nas consultas periódicas, o pediatra observa a criança, questiona os pais sobre as atividades do filho, reações frente a estímulos e realiza o exame clínico. Quanto menos idade tem a criança, maior a sua fragilidade e vulnerabilidade, por isso a necessidade de consultas mais frequentes. Em cada atendimento, o pediatra vai pedir informações de como é a alimentação da criança, como são as suas brincadeiras etc.

O acompanhamento do crescimento, por meio da aferição periódica do peso, da altura e do perímetro cefálico e sua análise em gráficos, são indicadores gerais das condições de saúde das crianças.

Mesmo antes do nascimento, um exame a ser feito, de fundamental importância, é a realização do pré-natal. Ele tem papel essencial na prevenção precoce de patologias tanto da mãe como também fetais. Com isso, permite um desenvolvimento saudável do bebê e reduz os riscos da gestante. Informações sobre as diferentes vivências tem que ser trocadas entre a mãe e o médico. Esse intercâmbio de conhecimentos é considerado a melhor forma de promover a compreensão de todo o processo de gestação.