Dr. Jorge Huberman

  >  crianças   >  Polvo do humor: o brinquedo sensação entre as crianças
Polvo do humor pode ser aliado para crianças falarem sobre suas emoções (Créditos: Unsplash)Polvo do humor pode ser aliado para crianças falarem sobre suas emoções

Polvo do humor: o brinquedo sensação entre as crianças

Você provavelmente já viu esse brinquedo por aí! O novo bichinho de pelúcia virou moda após viralizar nas redes sociais, principalmente no TikTok. O polvo do humor, também conhecido como polvo reversível, tem duas faces, uma carinha feliz e outra brava, em cores diferentes. Por isso saiba mais sobre o polvo do humor: o brinquedo sensação entre as crianças.

Em primeiro lugar, cabe ressaltar: você sabia que ele vai muito além de um simples bicho de pelúcia e oferece mais do que entretenimento?

Após se tornar sensação entre as crianças, pediatras e psicólogos apontam que o polvo é uma boa opção para os pequenos aprenderem a falar sobre os seus sentimentos.

Além disso, até mesmo os jovens e os adultos estão aderindo a essa novidade, principalmente para lidar com a ansiedade e demonstrar quando não estão de bom humor. 

Por outro lado, o brinquedo se tornou um presente comum entre os casais, que usam o polvo para evitar discussões, mostrando que estão bravos ou felizes com determinada situação.

O polvo do humor é mais um dos “fidget toys”, que nada mais são do que, “brinquedos para inquietação” e podem ser ótimos aliados para ansiedade, tanto para crianças como para jovens e adultos.

Entenda um pouco mais sobre o que são fidget toys, o que é o polvo do humor, e como ele pode ajudar grupos de diferentes faixas-etárias.

O que são os “fidget toys”? Saiba mais sobre o polvo do humor: o brinquedo sensação entre as crianças

“Fidget toys” são brinquedos que ajudam na ansiedade e estresse
“Fidget toys” são brinquedos que ajudam na ansiedade e estresse (Créditos: Unsplash)

Certamente, você deve se lembrar do spinner, o brinquedo metálico que girava em torno dos dedos, que fez sucesso em 2017. Esse foi um dos primeiros “fidget toys”.

Com a pandemia e o isolamento social durante o ano passado, as pessoas passaram a ter mais episódios de ansiedade, os ânimos ficaram à flor da pele e ficou cada vez mais necessário falar sobre os sentimentos.

Dessa forma, esse tipo de brinquedo ganhou mais espaço na vida de diversas pessoas, de todas as idades. Segundo especialistas, além de serem uma distração, oferecem benefícios cognitivos e motores.

Além disso, os fidget toys são brinquedos sensoriais que estimulam o bem-estar, ajudam a aliviar temporariamente o estresse e a ansiedade e podem auxiliam na concentração.

No caso do polvo do humor, ainda há outros benefícios como o fato de trabalhar questões sentimentais.

O polvo do humor ajuda as crianças

O novo brinquedo chamou a atenção não somente das crianças, mas também de professores, psicólogos e pediatras, que costumam apostar em recursos lúdicos para ajudar as crianças a se expressarem e falarem sobre o que sentem.

Sendo assim, eles afirmam que o polvo reversível pode ser um bom instrumento para as crianças mostrarem como estão se sentindo, se gostaram de algo ou não – principalmente na primeira infância, como uma ferramenta de comunicação e expressão infantil.

Assim, é possível fazer algumas atividades terapêuticas com o brinquedo.

Os pequenos têm mais dificuldade para nomear o que estão sentindo e é mais fácil que eles assimilem sentimentos e emoções quando estão vendo objetos.

Além disso, para crianças autistas, por exemplo, o bicho de pelúcia pode ser muito útil, pois elas têm uma dificuldade maior para reconhecer expressões faciais, e o polvo pode ser uma maneira mais fácil de explicar estes dois sentimentos, abrindo uma porta para a interação social.

Para os psicólogos, quanto mais entendimento sobre seus sentimentos, mais a criança terá autoconhecimento, controle emocional e facilidade de lidar com os relacionamentos sociais.

O bichinho de pelúcia ainda ajuda em momentos de ansiedade, porque alivia a tensão da mecânica de virar ele de um lado ao outro, e também é sensorial, pois tem um toque macio.

Ainda que ajude, o polvo do humor não é o suficiente

Psicopedagogos e pediatras defendem o uso do brinquedo para auxiliar as crianças a trabalharem suas emoções, porém, outras ferramentas são necessárias para desenvolver o emocional do pequeno.

No caso do polvo do humor, as emoções ficam limitadas apenas a felicidade e a raiva/tristeza, ou seja, a criança precisa conhecer outras emoções e sentimentos. No entanto, o brinquedo já é uma ótima opção para iniciar este diálogo com os pequenos. 

O brinquedo funciona bem como uma introdução às crianças sobre seus sentimentos. Porém, ao longo do tempo, as discussões precisam ser mais profundas, afinal, emoções são muito complexas para serem debatidas apenas com um bicho de pelúcia.

Outro ponto importante é que os pais não podem apenas entregar o brinquedo para seus filhos esperando que eles compreendam seus sentimentos: é necessário que eles tenham um diálogo e interajam com as crianças, com respeito, acolhimento e apoio.

Ou seja, se em um determinado momento a criança mostra o polvo de cara fechada para os pais, antes de julgar, é importante que haja uma conversa sobre os motivos que fazem ela se sentir assim e como isso pode ser resolvido.

O brinquedo é algo bacana nesse sentido, mas as trocas e as relações humanas são essenciais.

Para manter essa troca, é interessante que os pais ou professores usem o polvo do humor em situações cotidianas, por exemplo, questionando: “Como você se sente quando vai ao parquinho?” e esperar a criança responder. Na sequência, ter um diálogo para entender porque ela se sente de um jeito ou de outro.

Ainda assim, caso seu filho tenha dificuldades para se expressar e lidar com emoções, procure seu pediatra de confiança para o melhor atendimento.

Conheça outros “fidget toys”
Polvo do humor e pop-it são os novos queridinhos do momento
Polvo do humor e pop-it são os novos queridinhos do momento (Créditos: Pixabay)

Além do polvo do humor, há outros “brinquedos para inquietação” e o grande recordista de vendas é o pop-it, que também viralizou pelas redes sociais.

O pop-it é feito de silicone e imita um plástico-bolha, super colorido e em diversos formatos e tamanhos, têm feito sucesso entre adultos e crianças, afinal, quem não ama a sensação de estourar as bolhinhas?

Além de todos os benefícios dos fidget toys, como auxiliar na ansiedade e diminuir o estresse, psicólogos afirmam que, o queridinho do momento melhora a coordenação e habilidades motoras e ainda pode ajudar no desenvolvimento dos músculos das mãos.

Assim, torna-se um ótimo brinquedo para as crianças nesse momento de pandemia e isolamento social, onde os pequenos estão cada vez mais tempo em frente às telas.

Mesmo com os benefícios, é importante que a criança trabalhe outras formas de lidar com a ansiedade. Então, o acompanhamento de um pediatra é fundamental para ajudar nessas questões. 

Para marcar uma consulta com o pediatra e neonatologista, Dr. Jorge Huberman, ligue para (11) 2384-9701.