Dr. Jorge Huberman

  >  bebês   >  O famoso teste do pezinho do bebê
Pequeno furo de sangue no nenê: famoso teste do pezinho do bebê é bem simples de fazer

O famoso teste do pezinho do bebê

Dez entre dez mães e pais ficam muito ansiosos logo nos primeiros dias de vida do bebê com um simples exame, mas que já revela muitas coisas sobre aquela pequena criança: o famoso teste do pezinho do bebê.

Na verdade, o tal teste é bem simples. Entre o terceiro e o quinto dia de vida do recém-nascido, é coletado o sangue do pé deste pequeno e amável ser: daí a origem do nome deste habitual exame.

O famoso teste do pezinho consegue identificar nada menos do que seis tipos de doenças: fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, doença falciforme, fibrose cística, deficiência de biotinidase e hiperplasia adrenal congênita.

Os exames da triagem neonatal devem ser feitos ainda quando o bebê estiver na maternidade e são quatro: a triagem metabólica (teste do pezinho); triagem auditiva (teste da orelhinha); triagem visual (teste do olhinho); e o exame de oximetria de pulso (teste do coraçãozinho).

Há praticamente duas décadas, este exame passou a ser obrigatório em todo o Brasil.

Muitos pais se perguntam: mas por que este teste é feito justo no pezinho do bebê?

A resposta é bem fácil: ele é colhido preferencialmente no calcanhar por quê essa parte do corpo simplesmente é rica em finos vasos sanguíneos, e isso facilita demais a obtenção de sangue.

Essa coleta, normalmente, ocorre através de somente uma única punção, rápida e quase sem dor ao nenê.

Muitos trazem também aos consultórios de pediatria e neonatologia uma dúvida comum: por que o teste do pezinho deve ser feito nos primeiros dias após o nascimento?

Essa triagem não pode ser feita depois do parto já que para o diagnóstico da fenilcetonúria  é preciso que a criança já tenha sido amamentada, pois no exame verifica-se a taxa de uma enzima presente no sangue e que é responsável pela quebra de uma proteína do leite.

Outra dúvida bastante pertinente: o que é um teste de triagem?

Médico realiza o teste do pezinho no bebê: exame detecta ao menos seis tipos de doenças
Médico realiza o teste do pezinho no bebê: exame detecta ao menos seis tipos de doenças.

Os testes de triagem têm como objetivo facilitar a detecção antecipada de doenças comuns e tratáveis (quanto antes, melhor!), como diabetes, câncer e doença cardíaca, que podem aparecer no futuro, somente na meia-idade.

O médico que o solicita está interessado em reconhecer fatores de risco de doenças crônicas comuns e em debater com os pais o que pode ser feito para evitá-las.

Quais tipos de testes o SUS oferece? E a rede privada?

No Brasil, o teste básico do pezinho deve ser feito em todos os recém-nascidos, de modo obrigatório, de acordo com determinação do Ministério da Saúde.

O teste do pezinho no SUS, Sistema Único de Saúde, permite o diagnóstico precoce de fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, doença falciforme e outras hemoglobinopatias, fibrose cística, hiperplasia adrenal congênita e deficiência de biotinidase, entre outras doenças.

Já os testes ampliados, ou seja, aqueles que são realizados na rede privada, englobam um número maior de exames.

Eles chegam a contemplar mais de cinquenta diferentes doenças, como Imunodeficiência Combinada Grave, agamaglobulinemia congênita, deficiência de G6PD, galactosemia, leucinose e toxoplasmose congênita.

Sendo assim, se os pais desejarem um teste mais amplo e completo, somente poderão encontrar o mesmo na rede privada.

Mãe segura os pezinhos do nenê: somente na rede privada há exame completo do famoso teste do pezinho do bebê
Mãe segura os pezinhos do nenê: somente na rede privada há exame completo do famoso teste do pezinho do bebê.

Os resultados do famoso teste do pezinho do bebê e a consulta pré-natal

Obter um resultado considerado como normal do teste do pezinho não afasta a possibilidade de ocorrer deficiência mental ou comprometimento neurológico por outras causas, sejam elas genéticas ou adquiridas.

O exame também não aponta alterações cromossômicas, como, por exemplo, a síndrome de Down.

Sendo assim, fale bastante com o pediatra da criança, seu médico de confiança, para saber exatamente quais exames deve fazer para identificar cada doença.

Outro fato muito importante: todas as mulheres que se encontram no 3º trimestre de gestação devem fazer uma consulta pré-natal com o futuro pediatra do bebê.

O especialista irá orientar tudo sobre o Teste do Pezinho e outros exames de triagem neonatal, como o teste do olhinho (reflexo vermelho), o da Orelhinha (exame de Emissões Otoacústicas Evocadas) e o teste do coraçãozinho (oximetria de pulso).

“O teste de triagem neonatal é uma conquista e um benefício para toda a sociedade”, afirma o neonatologista, Dr. Jorge Huberman.

“Porém, ele tem que ser melhor divulgado, discutido e esclarecido, tanto para os pais e familiares, quanto para os profissionais de saúde em geral”, pontua o pediatra.

O neonatologista e pediatra, Dr.Jorge Huberman, ao lado do paciente, Cauê: “o teste de triagem neonatal é uma conquista e um benefício para toda a sociedade”

Para marcar uma consulta com o Dr.Jorge Huberman, ligue para 2384-9701.