c

Dr. Jorge Huberman

  >  bebês   >  Neonatologia: cuidados desde o nascimento do bebê
Bebê no hospital

Neonatologia: cuidados desde o nascimento do bebê

Neonatologia: cuidados desde o nascimento do bebê. Se existe algum grande especialista em neonatologia no Brasil, este pediatra atende por Jorge Huberman.

Também não é para menos! Durante 20 anos, o Dr. Jorge atuou na área Neonatal, Centro Obstétrico, Reanimação Neonatal, U.T.I Neonatal, entre outros, no conceituado Hospital Israelita Albert Einstein, tido como referência no país inteiro.

O pediatra, sem dúvida, dedica todo o seu tempo para fazer com paixão o que mais ama: prestar um atendimento de excelente qualidade em seu consultório para os seus pacientes.

A Neonatologia é o ramo da Pediatria que se preocupa, integralmente, com a saúde dos bebês, realizando o acompanhamento da gestante desde antes do nascimento, até os 28 dias de vida. E é nesta área que o Dr. Jorge é amplamente especializado! Assim sendo, a escolha do seu Neonatologista é muito importante!

Atendendo em seu consultório dentro dos mais modernos conceitos da Pediatria, o Neonatologista também acompanha todo o intenso avanço ocorrido na Neonatologia, sendo considerado também um dos grandes especialistas nesta área.

Além disso, o Dr. Jorge Huberman presta toda a assistência para a gestante, passo a passo, da primeira vez que ela vai ao pediatra, desde antes do nascimento do nenê, na sala de parto, até o desenvolvimento completo do bebê, chegando aos três anos de idade, até a adolescência. Tudo seguindo, rigorosamente, o código de ética médica.

 

Neonatologista participa do processo de crescimento

 

Um médico Neonatologista, como é o caso do Dr. Jorge Huberman, participa de todo o processo de crescimento das crianças e adolescentes. É fundamental então que ele faça parte da vida da mulher grávida, desde a descoberta da sua gestação, passando pelo primeiro trimestre de vida do bebê, até que seu filho complete 19 anos de idade.

Ou seja, desde o nascimento, a mãe e a família serão orientadas por este profissional de medicina sobre quais caminhos seguir com o seu futuro descendente, começando, por exemplo, com o aleitamento materno.

Neste conceito é interessante que se saiba sobre a Puericultura, área da Pediatria que avalia o crescimento, desenvolvimento físico e motor, a linguagem, a afetividade e a aprendizagem da criança.

A Puericultura é a responsável por classificar como a criança se utiliza destes aspectos para se relacionar com as pessoas que a cercam. Com a Puericultura, há como detectar problemas de forma precoce, realizar diagnósticos de falha ou atraso do desenvolvimento em áreas determinadas e, também, intervém diante de alterações que eventualmente apareçam.

Ainda na sala de parto são realizados pelo Neonatologista, exames logo após o nascimento do bebê. O Pediatra é o responsável por verificar o estado geral da criança, examinando suas funções vitais como respiração, frequência cardíaca, movimentos, tônus muscular, cor, peso e altura.

O recém-nascido, após o parto, fica sob os cuidados do médico Neonatologista, que zela para que a oxigenação de todos os órgãos seja perfeita em seus primeiros minutos de vida.

Do mesmo modo, é necessário que ele também esteja preparado para lidar com situações de alto risco, caso alguma intervenção de urgência seja necessária. Ou, ainda, se o bebê precisar passar pela UTI Neonatal.

Médico neonatologista cuida do bem-estar do nenê

Tudo sobre o bem-estar do bebê é feito sobre os cuidados de um médico neonatologista. É ele quem precisa saber, de forma primordial, o que se passa com o nenê.

Em seus primeiros meses de vida, as crianças estão descobrindo o mundo e tudo ao seu redor. Por isso, é fundamental que o médico Neonatologista também oriente os pais do bebê na prevenção de acidentes, sobretudo, os domésticos.

Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), os acidentes ocorrem por uma série de fatores, entre eles, estão as características naturais de uma criança que acabou de vir ao mundo. Elas são curiosas, inexperientes, estão descobrindo tudo o que as rodeia, além de contarem com um “espírito aventureiro e investigador”.

Bebês têm percepção restrita do ambiente em que se encontram

Fora isso, os bebês também têm a percepção restrita do ambiente em que se encontram.

É normal que o nenê enxerque o mundo de baixo para cima, com limitação de visão, se atentando apenas no que é de interesse próprio e sem qualquer conexão com o que rola ao seu redor. Deste modo também, é natural que acabem por desconhecer as consequências de várias situações novas do seu cotidiano.

Mais do que isso, dependendo da fase do desenvolvimento em que estão, acabam tornando-se mais suscetíveis a estas situações e aos riscos que elas representam. Sem contar que o perigo aumenta, por elas não interpretarem de forma correta o risco que estão correndo em determinas ocasiões.

Além disso, um estudo realizado pelo Ministério da Saúde, há alguns anos, revelou que, somente no estado do Rio de Janeiro, quase mil mortes infantis ocorreram por afogamento e outras 209 crianças morreram, vítimas de quedas fatais.

Certamente, a maioria desses falecimentos poderiam ter sido evitados caso houvesse a supervisão atenta de algum responsável mais velho por perto.

Assim, começando em nossas casas, todo cuidado é pouco, seja dentro da cozinha ou da área de serviço. As crianças jamais podem ficar sozinhas nessas áreas.

Para começar, a grande maioria dos objetos cortantes está justamente em gavetas de acesso fácil. O recomendável, sem dúvida, é colocar todo tipo de utensílios como esses em um armário mais alto, evitando o acesso das crianças a eles.

Da mesma forma, fogão aceso, panelas e palitos de fósforos são alguns das principais causas, das pequenas as mais graves queimaduras. Esses traumas apresentam, simplesmente, sequelas permanentes. Fora que seu tratamento, na maioria das vezes, é dolorido e demorado.

O álcool líquido, usado na limpeza de casa, é outro objeto que precisa estar longe do alcance dos bebês. Além do risco de queimadura, pode ser engolido facilmente, provocando uma séria intoxicação.