Dr. Jorge Huberman

Herpes infantil: quais são as causas e o tratamento?

Apesar de ocorrer com maior frequência entre os adultos, a herpes também pode acometer as crianças. Por isso, é importante os pais se aprofundarem nesse assunto; herpes infantil quais são as causas e o tratamento?

Em primeiro lugar, cabe ressaltar que as lesões bucais, além do fato de serem bastante incômodas, também emitem um sinal de que há algum tipo de desordem do sistema imunológico das crianças, ou seja, algo está fora de ordem.

Diferenciar a herpes infantil da afta é fácil. Ambas as doenças prejudicam a saúde bucal das crianças, que sentem desconforto. E isso acaba prejudicando a ingestão de alimentos e líquidos dos pequenos.

Contudo, há uma boa notícia para os pais e filhos: o tratamento é simples, mas merece cuidados especiais, essencialmente durante a primeira infância das crianças.

 O surgimento desses sinais, normalmente, estão ligados à imunidade, que fazem com que surjam as lesões.

No entanto, cabe ao pediatra da criança solicitar aos pais exames para tentar entender o motivo do pequeno estar com baixa imunidade. Em muitos casos, há ligação com alguma vitamina ou alimentação desregulada.  

Herpes infantil: causas, tratamento e prevenção

A herpes integra uma família de 8 vírus, sendo que, nos casos de herpes infantil, as situações mais frequentes ocorrem pela contaminação por causa do vírus Herpes 1.

Os casos nos bebês podem começar a surgir desde os 6 meses de idade, podendo se ampliar até os 5 anos de idade. Entre os seus principais sinais estão: lesões na língua, bochecha, assim como gengiva e lábios. As gengivas, essencialmente, acabam ficando inflamadas e existe dificuldade em ingerir alimentos. 

Um fato muito importante que os pais devem se atentar: o beijo nos pequenos pode ser um dos principais fatores de transmissão do vírus.

Além disso, uma forma eficaz de prevenção é usar talheres descartáveis quando houver alguém da família com os sintomas da doença.

Assim como, lavar as mãos, manter os brinquedos sempre limpos e higienizados, não utilizar copos e talheres de outros, e não permitir que os pequenos beijem outras crianças quando estão infectadas.

Herpes infantil: saiba quais são as suas causas e o tratamento
Herpes infantil: saiba quais são as suas causas e seu o tratamento

Remédios usados no tratamento da herpes infantil

Embora seja simples, o tratamento da herpes infantil deve ser feito com bastante atenção. Nas situações classificadas como mais brandas devem ser utilizados analgésicos, limpeza com gaze e água fria e realizar bochecho com remédios que contenham ação antimicrobiana.

Nos casos considerados como mais intensos, devem ser usados remédios que tenham rápida solução oral, como, por exemplo, Aciclovir.

Fora isso, alimentos quentes, salgados e ácidos, da mesma forma, têm que ser evitados.

Os antitérmicos podem ser usados junto com uma alimentação que tenha como prioridade alimentos frios e pastosos. Cabe lembrar que esse tipo de medicamento pode causar certo incômodo nas crianças, dores e até mesmo um quadro febril.

Mesmo que pareça inofensiva, a herpes infantil essencialmente na primeira infância tem que ser observada de perto pelos pais. Até mesmo porque o vírus pode gerar um quadro de infecção gravíssimo, com potencial de óbito da criança afetada.

Do mesmo modo, nos pequenos, os pais devem se atentar que as lesões normalmente são bastante dolorosas podendo, inclusive, impedir a criança de se hidratar.

Essencial procurar por atendimento médico, principalmente com um pediatra, para saber qual analgesia correta deve ser utilizada pelos pais.

Da mesma forma, também é muito importante que os adultos recebam orientações sobre como cuidar das lesões dos seus filhos e quais são os sinais da doença.

É sempre importante buscar atendimento médico para analgesia correta e orientação sobre cuidados com as lesões e sobre os sinais da doença.

“A reativação do vírus pode ocorrer devido a diversos fatores desencadeantes, tais como: exposição à luz solar intensa, fadiga física e mental, estresse emocional, febre ou outras infecções que diminuam a resistência orgânica”, explica o pediatra Jorge Huberman.

“Algumas pessoas têm maior possibilidade de apresentar os sintomas do herpes”, finaliza o neonatologista.

O pediatra e neonatalogista, Dr.Jorge Huberman, em seu consultório, no Instituto Saúde Plena fala sobre herpes infantil
O pediatra e neonatalogista, Dr.Jorge Huberman, em seu consultório, no Instituto Saúde Plena, em Moema, fala sobre herpes infantil (Foto: Kesher Conteúdo/Divulgação)

Para marcar uma consulta com o pediatra e neonatologista, Dr. Jorge Huberman, ligue para (11) 2384-9701.

Blog Jorge Huberman