Dr. Jorge Huberman

  >  crianças   >  Dormir com a boca aberta é perigoso para as crianças?
Dormir com a boca aberta é perigoso para a criança

Dormir com a boca aberta é perigoso para as crianças?

Você sabia que as crianças que não respiram pelo nariz durante o sono têm mais chances de desenvolver cárie, alergias, mau hálito, má formação óssea e até mesmo dificuldades de aprendizado? Dormir com a boca aberta durante a infância pode trazer graves problemas para o futuro e é um hábito que deve ser evitado.

Embora seja comum, dormir de boca aberta não é normal, muito menos saudável. Principalmente durante a fase da infância, ou quando estamos com o nariz entupido, respirar pela boca parece ser, involuntariamente, uma boa opção, mas não é. Essa ação pode desencadear consequências negativas.

O pediatra e neonatologista Jorge Huberman, reforça que é importante ouvir um otorrinolaringologista pois esperado é que a criança respire sempre pelo nariz. “Respirar pela boca é um sinal de que algo não vai bem. A respiração pela boca, conhecida como respiração oral, inicia-se geralmente a partir de um processo obstrutivo do nariz”, explica.

O pediatra e neonatalogista, Dr.Jorge Huberman, em seu consultório, no Instituto Saúde Plena fala sobre dormir com a boca aberta
O pediatra e neonatologista, Dr.Jorge Huberman, em seu consultório, no Instituto Saúde Plena fala sobre dormir com a boca aberta (Foto: Kesher Conteúdo/Divulgação)

Contudo, estudos recentes apontam que mais da metade das crianças dormem de boca aberta. Sendo assim, elas correm maior risco de desenvolver as mais variadas complicações a longo prazo e, por isso, é fundamental estar atento aos sinais para evitá-las.

Vale destacar que as consequências de dormir com a boca aberta, não se limitam apenas à fase da infância. Se os pequenos não tiverem o hábito de respirar pelo nariz enquanto dormem, as repercussões negativas podem se prolongar para a vida adulta e seguir adiante. 

Contudo, existem algumas soluções para este problema e há medidas que podem ser tomadas para saná-lo. Lembre-se sempre de contar com a ajuda do pediatra do seu filho. Ele vai acompanhar a criança durante toda a infância e pode esclarecer suas dúvidas sobre muitas situações nessa fase da vida.

O que leva uma pessoa a dormir de boca aberta?

O ideal é que o seu filho durma com a boca fechada, respirando pelo nariz
O ideal é que o seu filho durma com a boca fechada, respirando pelo nariz (Foto: Freepik)

Às vezes, a pessoa respira pela boca ao dormir porque já possui essa tendência quando está acordada. Porém, a principal  resposta para esta pergunta está, possivelmente, na razão mais comum: dificuldade para respirar com o nariz. Todos já passamos por isso, pelo menos uma vez.

As causas mais relevantes dessa dificuldade são os problemas respiratórios como rinite, alergias, gripe e resfriado, que deixam o nariz entupido e impossibilitam a plena passagem do ar, fazendo com que o indivíduo abra a boca e encontre deixe o ar entrar com maior facilidade.

É possível que este também seja um problema relacionado a quadros menos comuns como desvio no septo nasal, inchaço das amígdalas, tumores e alteração no desenvolvimento dos ossos nasais. Nesses casos, é fundamental o diagnóstico médico.

Dormir de boca aberta pode estar relacionada também a língua grande e flácida, e dentes grandes,  por exemplo, o que acaba dificultando a permanência dos lábios fechados durante o sono. Mas existem algumas técnicas que podem ajudar a resolver esse problema.

Consequências físicas de dormir com a boca aberta

O nariz tem como função aquecer, umidificar e filtrar o ar que entra pelas narinas, em direção aos pulmões. Porém, quando a respiração acontece pela boca, o oxigênio não passa por esse tratamento e chega ao tórax cheio de impurezas, seco e em uma temperatura inadequada ao sistema respiratório.

Além disso, manter o hábito de dormir com a boca aberta durante a infância traz efeitos profundos na formação do rosto daquele indivíduo, já que, nessa fase, os ossos estão em pleno desenvolvimento. A Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF) , apontou algumas consequências.

A fisionomia pode assumir traços como bochechas caídas e olheiras; a mandíbula tem seu crescimento reduzido; o maxilar, que dá suporte aos dentes superiores, fica muito fechado e projetado para a frente; o pescoço tende a ficar retraído e o tórax curvado.

Interferência no aprendizado

Como se já não bastasse, além das alterações físicas, também foram notadas mudanças no comportamento de crianças que dormem de boca aberta. A Universidade Federal do Sergipe realizou estudos que explicaram mais malefícios dessa condição.

Uma revisão de pesquisas feita pelos cientistas em 2016 demonstrou que as crianças que respiram pela boca apresentam com mais frequência dificuldades de aprendizado quando comparadas àqueles que respiram pelo nariz. Além disso, percebeu-se também a diminuição do foco e o aumento da irritabilidade.

Apneia do Sono

Essas questões comportamentais estão relacionadas ao distúrbio chamado apneia obstrutiva do sono, caracterizado por ruídos e interrupções repetitivas na respiração durante o descanso noturno. Porém, muitas vezes esses pequenos despertares são superficiais e percebidos inconscientemente.

Mesmo assim, a grande questão é que essas interrupções impedem que a criança chegue aos estágios mais profundos do sono, que estão relacionados à consolidação das memórias e do aprendizado. Além disso, afetam o pleno desenvolvimento do cérebro que ainda está em formação.

Pessoas que costumam dormir de boca aberta apresentam alguns sinais: lábios secos, tosse seca, mau hálito, roncar durante o sono, falta de ar, diminuição do olfato e do paladar, flacidez do lábio inferior e, claro, acordar com o travesseiro babado.

Atividades físicas como brincar ao ar livre podem ajudar seu filho a controlar a respiração pelo nariz durante o sono
Atividades físicas como brincar ao ar livre podem ajudar seu filho a controlar a respiração pelo nariz durante o sono (Foto: Freepik)
O que fazer?

A primeira coisa é entender que a maneira correta de dormir é com a boca fechada e respirando pelo nariz. Só assim o ar inalado será filtrado e o oxigênio não entrará carregado de impurezas nos pulmões.

Por mais que seja uma tarefa difícil, existem algumas técnicas que vão te ajudar a manter a boca fechada durante o sono:  quando deitar, mantenha a língua posicionada no céu da boca, e deixe o maxilar relaxado.

Alguns hábitos de vida também podem fazer a diferença. Hidratação, atividades físicas que trabalham a respiração, evitar causadores de alergia como pêlo de animais e poeira são alguns pontos que podem ajudar na hora de dormir.

Se o caso for relacionado a questões mais complicadas, como o desvio no septo, por exemplo, outras medidas precisarão ser tomadas. Sempre consulte o pediatra para o diagnóstico eficaz de problemas relacionados à saúde do seu filho.

Para marcar uma consulta com o pediatra e neonatologista Dr. Jorge Huberman, ligue para (11) 2384-9701.