Dr. Jorge Huberman

  >  bebês   >  Dicas para evitar inchaço abdominal
Mãe faz massagem na barriga do bebê: dicas para evitar o inchaço abdominal do nenê

Dicas para evitar inchaço abdominal

Existem várias dicas que são bem simples de serem feitas pelos pais para aliviar os gases do bebê. Esse problema é muito comum e normalmente aparece cerca de duas semanas depois do nascimento, já que o seu sistema digestivo ainda está sendo desenvolvimento. Por isso, vamos tratar neste texto de várias dicas para evitar o inchaço abdominal do nenê.

Em primeiro lugar, é bom que se coloque que é possível evitar ou, ao menos, diminuir a formação de gases, prevenindo o surgimento das cólicas, que habitualmente estão junto com os gases. 

Para evitar o inchaço abdominal do nenê, o ideal é que os pais tenham muito cuidado com a alimentação da criança e realizem massagens na barriga do nenê.

Desse modo, os gases dele vão diminuir, fora que irá atenuar a dor e o desconforto do bebê.  

Essa massagem deve ser feita de forma leve na barriga do nenê, com movimentos circulares, porque assim facilita a liberação dos gases. Pode-se ter o auxílio de um óleo infantil ou creme hidratante.

Fora isso, também vale a pena dobrar os joelhos do bebê e levá-los contra a sua barriga. Assim será feita alguma pressão nessa região do desconforto.

Da mesma forma, imitar as pedaladas de uma bicicleta com as pernas do bebê certamente auxiliam a reduzir o desconforto dos gases na criança.

Do mesmo modo, os pais devem preparar de forma adequada o leite do bebê.

Quando ele não bebe o leite materno, mas sim as fórmulas lácteas, é importante que o leite seja feito de acordo com as instruções que constam da sua embalagem, pois, se for colocado pó a mais na preparação do leite, a criança pode produzir gases e, até mesmo, ter prisão de ventre.

Outras dicas para evitar o inchaço abdominal do nenê

Bebê dorme de barriga para cima: fornecer mais água ao bebê é uma boa alternativa também para reduzir seus gases
Bebê dorme de barriga para cima: fornecer mais água ao nenê é uma boa alternativa também para reduzir seus gases

Fornecer mais água ao bebê é uma boa alternativa também para reduzir seus gases. Quando se oferece leite de lata para a criança ou quando começa a sua alimentação com sólidos, ele deve beber água para ajudar a diminuir os gases e facilitar a eliminação das fezes.

Da mesma forma, é importante preparar de modo adequado o seu mingau.  

A flatulência no nenê também pode ser ocasionada por se colocar muita farinha ao fazer o mingau.

Por esse motivo, deve-se também seguir sempre as instruções do rótulo da embalagem do produto.

Do mesmo modo, é fundamental variar os mingaus e oferecer também à criança o mingau de aveia. O mesmo é rico em fibras e ajuda no bom funcionamento do intestino.

Além de prosseguir com estas dicas para evitar inchaço abdominal, é fundamental quando o nenê começar sua alimentação sólida, dar para a criança alimentos ricos em fibras, como purês de legumes e frutas, alimentos como abóbora, chuchu, cenoura, pera ou banana, por exemplo.

A mãe do bebê também exerce papel fundamental para ajudar a resolver esse problema.

Para isso, ela deve evitar ingerir alimentos que causam gases.

Para diminuir esse efeito, a mãe do nenê que está sendo amamentado tem que reduzir a ingestão de alimentos que provocam gases como por exemplo o feijão, grão-de-bico, ervilha, lentilha, abacate, melão, melancia, entre outros.

Vale também aquecer o abdômen do nenê com uma bolsa de água quente. A mesma não pode estar muito quente, de forma a evitar queimaduras.

Do mesmo modo, colocar o bebê para arrotar depois de cada mamada; dar banho morno, colocar o nenê em contato com a pele do pai ou da mãe também são ações que podem produzir efeitos positivos.

Técnicas podem ser utilizadas em combinação ou isoladamente

Criança segura rolo de papel higiênico perto da privada: dicas relatadas podem ser realizadas pelos pais de modo combinado ou isolado
Criança segura rolo de papel higiênico perto da privada: dicas relatadas podem ser realizadas pelos pais de modo combinado ou isolado

Todas as dicas aqui relatadas podem ser realizadas pelos pais ou cuidadores das crianças de modo combinado ou isolado.

Dar preferência a amamentação ao invés de dar a mamadeira e utilizar medicação que estimulem liberação da flatulência, como, por exemplo, a simeticona em gotas, também podem ser boas alternativas para conter os gases da criança.

O medicamento, claro, tem que ter supervisão e recomendação do pediatra da criança.

Quando o nenê sente cólicas, é comum ele chorar bastante.

Assim, caso a criança esteja muito irritada, é fundamental acalmá-la primeiro e só depois disso realizar as técnicas recomendadas para libertar os gases de forma natural.

Por estar em uma fase de mudanças e adaptações, o intestino do bebê é mais frágil e requer bem mais atenção que o intestino de um adulto.

Portanto, problemas apresentados como intestino preso, fezes ressecadas e gases são bastante frequentes.

É importante que os pais e os médicos observem como funciona o intestino do bebê, pois cada criança tem o seu próprio ritmo de trabalho.

Se o seu bebê apresentar problemas intestinais ou alteração no número e no aspecto das evacuações, especialistas recomendam alterar a alimentação para que a digestão seja novamente regulada.

Se, ainda, ele apresentar abdômen distendido, fizer muita força para fazer cocô ou chorar demais com eventuais cólicas, provavelmente pode ser sinal de intestino preso.

Contudo, fique alerta a esses sinais: um número maior de evacuações do que a média e fezes amolecidas mostram que pode estar havendo um desarranjo intestinal.

“É importante que os pais nunca esqueçam que as mães que estão amamentando devem evitar o leite industrializado (não o leite da mãe, é claro! Esse é ótimo!). Da mesma forma, chocolate! Para a tristeza de muitas, os chocolates também podem contribuir para as cólicas no bebê”, diz o neonatologista Jorge Huberman.

“Do mesmo modo, leguminosas, vegetais crucíferos, carnes vermelhas e claro, café, também devem ser evitados de serem ingeridos pelo bebê.”, encerra o pediatra Jorge.

O pediatra e neonatologista Jorge ao lado do paciente Gael: chocolate e leite industrializado ajudam a evitar os gazes
O pediatra e neonatologista Jorge ao lado do paciente Gael: chocolate e leite industrializado ajudam a evitar os gases

Para marcar uma consulta com o pediatra e neonatologista, Dr.Jorge Huberman, ligue para (11) 2384-9701.