Dr. Jorge Huberman

  >  adolescentes   >  Dicas de ajuda no aprendizado online das crianças
Menina realiza tarefa escolar olhando para um tablet: saiba como ajudar no aprendizado online das crianças

Dicas de ajuda no aprendizado online das crianças

Não são só os adultos que estão sofrendo com o isolamento social provocado pelo novo Coronavírus. Isso também acontece com os pequenos. Por isso, vamos passar algumas dicas de ajuda no aprendizado online das crianças.

A proliferação da Covid-19 fez com que, desde março deste ano, as escolas das redes particular e pública suspendessem as aulas.

Com isso, quase 48 milhões de crianças e jovens tiveram que se afastar, presencialmente, das escolas, fazendo-as ficar dentro de casa, distantes das salas de aula, sem sair de casa.

Além disso, esse cenário novo, inesperado e incomum, trouxe grandes desafios para toda rede escolar.

Por isso que é importante que os pais possam acompanhar, orientar e colaborar demais com o aprendizado dos seus filhos que ainda estão tendo aulas em casa nesse prolongado período de quarentena.  Ou seja, durante as aulas online é vital que os pais estejam por perto, principalmente quando as crianças que estão aprendendo são muito pequenas.  

A grande maioria das instituições de ensino tiveram que reagir de forma muito rápida à situação e criar ações para evitar que o vírus se espalhasse.

Os professores foram obrigados a refazer os seus planejamentos das aulas, e tiveram que promover a transição do ensino presencial para o ensino a distância EaD.

Já os pais se viram obrigados a reorganizar toda a sua agenda, a sua rotina para podem acompanhar as aulas online de seus filhos em casa, oferecendo algum tipo de suporte a eles.

Contudo, o fato de as escolas estarem fechadas e os estudantes longe das salas de aula não significa dizer que as crianças passaram os últimos seis meses de férias, pelo contrário!

Pandemia não pode atrasar o desenvolvimento dos alunos

Criança faz aula online: pandemia do Coronavírus não pode atrasar o desenvolvimento das crianças
Não são só os adultos que estão sofrendo com o isolamento social provocado pelo novo Coronavírus. Isso também acontece com os pequenos. Mas a pandemia não pode atrapalhar os estudos deles.

O atual momento que passamos ainda exige cuidado e união para podermos combater a pandemia. No entanto, isso não deve atrasar o desenvolvimento dos estudantes.

A rotina da escola, dos estudos, deve prosseguir e é totalmente normal os pais ficarem com dúvidas a respeito de como conduzir esse novo modo de estudos da melhor forma possível.  

Com certa organização e disciplina, essa adaptação pode ocorrer sem maiores dificuldades.  

Em primeiro lugar, o ideal é oferecer conteúdo qualificado para as crianças que continuam estudando em casa.  

A relação da qualidade do material usado para o estudo com o desempenho do processo de ensino-aprendizagem é totalmente inegável: conteúdos qualificados irão fazer com que as crianças e os jovens acabem desenvolvendo suas habilidades cognitivas e socioemocionais de modo muito mais adequado.  

Diversas instituições de ensino estão oferecendo materiais para que seus alunos tenham a oportunidade de estudar e aprender em casa.

No entanto, estamos conscientes que nem todas as escolas têm recursos necessários para realizar uma mudança tão drástica e repentina.

Assim sendo, a internet e as tecnologias educacionais podem ser uma boa alternativa para encontrar bons conteúdos. 

Perguntar e verificar as atividades realizadas. Mas apenas garantir que a carga horária adequada de estudo seja cumprida não é o suficiente para o sucesso do processo de ensino-aprendizagem.

É necessário que os conteúdos sejam estudados e que as atividades complementares sejam executadas.  

Uma dica simples e eficiente para acompanhar isso é questionar todos os dias os nossos filhos sobre o que eles aprenderam durante as aulas e quais foram as tarefas que eles realizaram.

Pais devem observar se os filhos cumprem com os deveres de casa

Vale olhar também, mesmo que de modo rápido, as atividades realizadas – até mesmo para averiguar se aquilo está dentro do esperado com respeito à qualidade e a adequação à idade do estudante em questão, seja ele criança ou mesmo um jovem.  

Deve-se observar que a ideia fazendo isso não é fazer uma cobrança excessiva que pode ocasionar o rápido desinteresse do aluno pelo estudo. O tom dos pais deve ser de demonstrar interesse a respeito da rotina dos seus filhos.

Ajudar a identificar as dúvidas dos filhos  

Esta execução já será um grande passo para esta sugestão: colocar-se à disposição dos filhos para ajudar no que for possível, todos os dias.

Mostrar interesse pelas matérias que seu filho está estudando dá abertura para que você possa colaborar com a educação das suas crianças. Isso pode ajudar muito no estudo delas.

Se não sabe tirar uma dúvida, conceda o suporte necessário para que a criança ou o jovem identifique a dificuldade que está enfrentando e peça auxílio ao professor.  

“A melhor forma de ajudar são os incentivos positivos para essas crianças, como a ‘Mentalidade de Crescimento’, estratégia de ensino desenvolvida pela psicóloga Carol Dweck, explica o pediatra Jorge Huberman.  

“Os seguidores desta metodologia acreditam na força do pensamento positivo para superar um desafio, em detrimento do medo do fracasso. Parece que realmente dá certo. Portanto é muito importante os professores deixarem para seus alunos, cada um particularmente, uma mensagem. Isso vai fazer toda diferença!”, incentiva o especialista.

O pediatra Jorge Huberman ao lado de uma paciente: é muito importante os professores deixarem para seus alunos  uma mensagem. Isso vai fazer toda diferença!
O pediatra Jorge Huberman ao lado de uma paciente: é muito importante os professores deixarem para seus alunos uma mensagem. Isso vai fazer toda diferença!
Manter contato com a escola  

Embora as aulas presenciais, na grande maioria das escolas, estejam suspensas, diversas escolas continuam com alguma estrutura administrativa, mesmo que de forma remota.

Ou seja, a escola ainda está disponível para ajudar nesse momento conturbado.

Assim sendo, mantenha contato para se informar sobre novas diretrizes dos órgãos competentes e modificações no planejamento das aulas a distância, e também para tirar eventuais dúvidas sobre como proceder com o estudo dos seus filhos em casa.  

Incentivar consumo de outros conteúdos 

Outro modo de colaborar com o bom andamento do processo de ensino-aprendizagem dos seus filhos em casa é incentivar o consumo de conteúdos variados, que extrapolem aqueles disponibilizados pela escola.

Para isso, por exemplo, você pode oferecer livros que tenha em casa ou buscar por obras disponíveis, de forma gratuita, na internet.  

Você pode pesquisar também na internet por séries, filmes e documentários relacionados aos assuntos estudados. Por este motivo, é importante acompanhar o que está sendo visto para completar o aprendizado dos seus filhos.

A rotina fica ainda mais atrativa e descontraída com jogos educativos. Os mesmos são encontrados em todas as plataformas: computador, tablet e celular.

Brincar com os filhos em casa  

Últimas dicas: assim como na escola, o período de estudo com os filhos em casa deve prever momentos de descanso, para que as fadigas mental e física não comprometam a assimilação de informações. Muitas das crianças podem estar cansadas, estressadas.

Além disso, sabemos que as crianças são fontes inesgotáveis de energia.

Deste modo, elas devem ter em sua rotina momentos para brincar e praticar exercícios físicos, que as mantenham saudáveis de corpo e mente.

Isso pode fazer com que as crianças superem bem este difícil ao letivo que tiveram