Dr. Jorge Huberman

  >  crianças   >  Contato com a natureza e a saúde das crianças
O contato com a natureza traz inúmeros benefícios para a saúde mental e física das crianças

Contato com a natureza e a saúde das crianças

A natureza tem um poder extremamente eficiente sobre as crianças! Além de estimular a criatividade e oferecer muito conhecimento sobre o mundo ao seu redor, o contato com o meio-ambiente tem um papel fundamental quando o assunto é saúde e desenvolvimento saudável dos pequenos durante todo o período da infância. E, cá entre nós, é bem melhor ver seu filho curtindo a natureza do que em frente às telas, não é mesmo?

É brincando ao ar livre que eles conseguem explorar o ambiente, aprender sobre o mundo e suas transformações, estimular os sentidos e conhecer novas texturas, cores e cheiros.

Uma criança que se aventura pela natureza faz descobertas, adquire novas habilidades e ganha experiências que serão levadas para a vida toda.

Além das descobertas consigo e com o mundo, brincar ao ar livre também pode possibilitar a formação de vínculos do seu filho com outras crianças.

A infância é a principal fase para criar amizades, e atividades como essas, com certeza, vai ajudá-lo nessa missão tão importante e imprescindível para a formação de um adulto feliz e para o bom convívio em sociedade.

O contato com a natureza garante pontos extremamente positivos e fundamentais relacionados à saúde. Concentração, exercício da memória, fortalecimento do sistema muscular e desenvolvimento do sistema imunológico são alguns dos inúmeros benefícios proporcionados por essa relação tão importante com o meio ambiente.

É muito comum que as crianças adorem brincar ao ar livre e mantenham contato com a natureza. As plantas, o vento, a água corrente e os animais fazem muito bem para elas!

Caso surjam dúvidas em relação a este contato entre o seu filho e o meio-ambiente, o pediatra é o principal aliado para te ajudar e indicar as melhores atividades e passeios para ele.

Covid-19 e o contato com a natureza

Crianças que crescem em contato com a natureza aprendem a valorizar o meio ambiente desde cedo
Crianças que crescem em contato com a natureza aprendem a valorizar o meio ambiente desde cedo (Foto: Freepik)

Em nota, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) colocou em evidência a importância do contato com ambientes naturais para crianças e adolescentes no cenário de pandemia da Covid-19. O impacto da quarentena e, consequentemente, do isolamento social na saúde física e mental das pessoas é indiscutível, mas a relação com o meio-ambiente pode ajudar a reverter os danos.

Dados de 29 estudos, que contaram com a participação de quase 81 mil jovens ao redor do mundo, concluíram que a quantidade de quadros de depressão e ansiedade durante a pandemia dobraram em comparação aos anos anteriores, após mais de 25% dos entrevistados apresentarem depressão e 20,5%, transtornos de ansiedade. Esse assunto deve ser tratado com atenção e não deve ser deixado de lado.

Uma pesquisa realizada pela Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal (FMCSV), em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro, apontou que, de acordo com a avaliação dos educadores, crianças entre quatro e cinco anos, apresentaram sinais de déficit no desenvolvimento da expressão oral e corporal no período de suspensão das aulas presenciais.

Contudo, os levantamentos apontaram a interação de crianças e adolescentes com o meio-ambiente, uma saída que pode contribuir profundamente para a recuperação da saúde e bem-estar deles, assim como o aumento das interações sociais e fortalecimento de vínculos, inclusive entre a própria família.

A natureza, quando bem aproveitada, tem papel decisivo para a melhora dessas pessoas.

Sentir a brisa do vento no rosto, tocar a grama, a terra e os animais presentes nela são algumas atividades que estimulam o organismo da criança a desenvolver o sistema imunológico e, se ele ficar mais forte, menores são os riscos de contrair doenças, como gripes e resfriados, por exemplo.

Benefícios do contato com a natureza para a saúde de crianças

O contato com a natureza proporciona relaxamento da mente e do corpo, estimula a curiosidade e a criatividade, além de influenciar positivamente no desenvolvimento corporal, cerebral e emocional da criança.

Aprendizados ao ar livre, sobre o mundo e sobre si mesmo, serão levados ao longo de toda a vida e, com certeza, trarão pontos positivos em diversas áreas.

No quesito saúde, a relação entre crianças e o meio ambiente é fundamental. Se o seu filho tem constante contato com a natureza, ele vai ter um sistema imunológico mais desenvolvido. Ele vai dormir melhor, terá o sistema muscular fortalecido, e possivelmente não enfrentará problemas relacionados à obesidade ou até mesmo hiperatividade.

O manual da SBP pede pelo menos uma hora diária de atividades em contato com a natureza. Um estudo conduzido pelo Barcelona Institute of Global Health, feito com mais de 3.600 europeus, mostrou que adultos que haviam passado menos tempo em meio à natureza, durante a infância,  tiveram pior desempenho em testes psicológicos.

Os pais precisam ter atenção com as crianças brincando ao ar livre. Alguns cuidados precisam ser reforçados
Os pais precisam ter atenção com as crianças brincando ao ar livre. Alguns cuidados precisam ser reforçados (Foto: Freepik)

Além disso, o grupo que não teve muito contato com o verde na infância, dava menos importância a espaços naturais.

Um estudo realizado pelo Journal of Attention Disorders aponta que caminhar ao ar livre tende a melhorar a concentração, principalmente quando se trata de crianças com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH). O contato com a natureza, ainda que pouco tempo por dia, mas regular, vai promover o desenvolvimento saudável do seu filho.

O pediatra e neonatologista Jorge Huberman reforça que o contato com a natureza melhora todos os marcos mais importantes de uma infância saudável – imunidade, memória, sono, capacidade de aprendizado, sociabilidade, capacidade física – e contribui significativamente para o bem estar integral das crianças e jovens. “As evidências apontam que os benefícios são mútuos: assim como as crianças e adolescentes precisam da natureza, a natureza precisa das crianças e jovens”, avalia.

Cuidados necessários

Vale lembrar que, para garantir o bem-estar da criança, ela precisa estar devidamente protegida e, por isso, o protetor solar não pode faltar! A exposição ao sol é boa, mas até certo ponto.

Evite sair nos horários de pico solar (das 10 da manhã até às 14 horas) para garantir que o seu filho não sofra com doenças de pele no futuro.

Além disso, a hidratação também é fundamental para que o seu filho aproveite bem o dia, gaste toda energia e curta a natureza.

Uma criança deve beber, em média, 2 litros de água por dia, e quando o assunto é brincar ao ar livre essa questão deve receber atenção maior pelos pais e responsáveis que estarão acompanhando a criança durante o passeio.

Quando o assunto é saúde da criança, o pediatra é o seu principal aliado para te ajudar na missão de proporcionar o crescimento e desenvolvimento correto do seu filho. Vá a consultas regularmente e escute as indicações sobre os cuidados com as crianças em meio a natureza.

Para marcar uma consulta com o pediatra e neonatologista Dr. Jorge Huberman, ligue para (11) 2384-9701.