Dr. Jorge Huberman

  >  bebês   >  Como evitar acidentes domésticos na quarentena?
Acidente doméstico

Como evitar acidentes domésticos na quarentena?

Nestes tempos de coronavírus um dos assuntos que os pais mais procuram saber é: como evitar acidentes domésticos na quarentena?

Só quem está com as crianças no isolamento social por conta da Covid-19 sabe bem como elas podem ficar mais agitadas e tensas ao passarem longos períodos em casa.

Sem dúvida alguma, isso eleva o risco dos temidos acidentes domésticos.

Entre os casos relatados por uma mãe está um menino que tem aquelas camas de madeira que são uma casinha, e um menino de apenas cinco anos subiu na dele e acabou caindo de cabeça no chão.

A mãe não percebeu e a criança sofreu um sério acidente. Por sorte, ele enroscou numa lateral da cama e bateu o ombro antes.

Contudo, ele ralou o queixo e a barriga na queda.

Além disso, ele já ralou o dedo duas vezes. Seu irmão, dois anos mais velho, quase foi atacado por um cachorro do condomínio onde moram.

Com certeza, os pais têm que ter atenção redobrada neste difícil período. Há que evitar ao máximo a ida ao hospital ou pronto-socorro em um momento tão tenso como esse.

Só mesmo em último caso. Consulte sempre o pediatra do seu filho para saber se precisam ir ou não!

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) informa que os locais onde os acidentes são mais comuns dentre de casa ocorrem, em primeiro lugar, na cozinha.

Depois, no banheiro, corredor, escada, quarto e sala.

As quedas formam a maioria dos casos de acidentes. Em seguida, vêm as queimaduras.   

Crianças entre 2 e 5 anos, ou seja, em idade pré-escolar, sofrem traumas com maior frequência já que, justamente nessa idade, ainda não têm conhecimento suficiente sobre os riscos e perigos que as cercam.

Dicas para evitar acidentes domésticos   

Criança perto do fogão na cozinha: lugar onde mais ocorrem os acidentes domésticos

Em primeiro lugar, na cozinha é onde ocorrem boa parte dos acidentes domésticos, deixe o botijão de gás do lado de fora da casa.

Do mesmo modo, objetos cortantes como facas, garfos, pratos e copos de vidro têm, obrigatoriamente, que permanecer longe das crianças, justamente porque podem causar acidentes indesejáveis.

O ideal é colocar esse tipo de utensílio de cozinha em gavetas ou armários que possuam travas.

Outra dica importante: cozinhe com as bocas de trás do fogão, assim ficam menos acessíveis e sujeitas a acidentes com eles. E vire os cabos de panela para dentro.

Deste modo, também não se permitirá que os pequenos mexam nelas, mesmo sem querer.   

Da mesma forma no banheiro, onde também ocorrem inúmeros acidentes, o recomendável é armazenar cosméticos, medicamentos e aparelhos elétricos em armários vedados que não sejam de fácil acesso às crianças.

O piso deve ser mantido sempre seco, tome muito cuidado com isso! Evite ao máximo que o piso escorregadio provoque acidentes.

E só utilize tapetes se forem antiderrapantes.

Assim sendo, também evitará acidentes com as crianças.

A fiação do chuveiro tem que estar presa no alto. Caso contrário, aumentam as chances de acidentes, como, por exemplo, de choques elétricos.

Do mesmo modo, a tampa do vaso deve ser mantida bem fechada. E, se possível, travada.  

Coloque protetores em todas as tomadas de casa. Fuja dos móveis com cantos pontiagudos. Há protetores específicos para isso em lojas de utilidades domésticas.   

É essencial utilizar grades e telas nas janelas, e manter os móveis longe do alcance das crianças. Isso vai fazer com que elas não tentem “escalar” ou fazer dos mesmos, escadas.

Da mesma forma, não se recomenda que as cortinas tenham puxadores, justamente para evitar enforcamento involuntário.   

Uso do álcool líquido 70% exige medidas especiais

A ONG Criança Segura afirma que, na última década, mais de 3 mil crianças entre 0 e 14 anos morreram por causa de queimaduras. Mais de 220 mil deram entrada em hospitais pelo mesmo motivo.

Do mesmo modo, há que se evitar intoxicações.

O modo mais seguro de higienizar as mãos das crianças é com água e sabão. O álcool em gel é até mais seguro, mas também pode ocasionar queimaduras.

Um modo de tentar acalmar e entreter as crianças segundo alguns pais é ceder e deixar que elas fiquem mais tempo tanto no tablet, como na televisão.

Em momentos de tensão do novo coronavírus, é legal fugir um pouco das regras que normalmente usamos, já que muitos pais estão trabalhando no esquema home office, estando um bom tempo em casa e não conseguindo ficar o tempo todo de olho nelas.