Dr. Jorge Huberman

Qual o momento de colocar seu filho na creche?

Talvez você já tenha se questionado diversas vezes qual o momento ideal para colocar seu filho na creche. Além de casos como quando os pais trabalham e não tem condições de cuidar da criança em período integral, outras motivações podem afetar nessa decisão.

Apesar de ainda não serem reconhecidas como um espaço de aprendizagem, as creches são estabelecimentos educativos que dão apoio pedagógico e cuidam de pequenos com idade de até três anos. Mas, afinal, quem disse que é só na escola que se aprende?

Um estudo realizado pelo Núcleo Ciência Pela Infância comprova que entre 0 e 6 anos de idade ocorre o desenvolvimento de estruturas e circuitos cerebrais e a aquisição de capacidades fundamentais que, aprimoradas, tornam-se habilidades complexas.

Portanto, o desenvolvimento integral na primeira infância influencia toda a vida do indivíduo, seja na área da saúde, bem-estar social, emocional e cognitivo. Isso pode impactar também no modo como elas aprendem durante o restante da vida.

Os processos de aprendizagem começam nas relações que os pequenos estabelecem desde o nascimento, ou seja, é iniciado com os pais e depois com cuidadores, professores e outras crianças. Pode-se dizer que elas aprendem o mundo por meio de relacionamentos sócio afetivos.

Além da importância de socializar, as creches também estimulam a autonomia dos pequenos. É fundamental educá-los na intenção de criá-los para serem seres independentes. Esse aspecto é o que indicará limites e ajudará na tomada de decisões futuras.

Em muitos casos, a autonomia é confundida com permissividade. É claro que adultos devem se envolver nas atividades do dia a dia das crianças, mas sempre dando espaço a elas, equilibrando liberdade e apoio dependendo das necessidades específicas da criança.

Não se trata de terceirizar a educação ao matricular a criança na creche, mas de um projeto político que combina ações da família com outros setores. Não é à toa que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA – Lei Federal n° 8.069/90) assegura atendimento em creche e pré-escola às crianças de até 5 anos.

Ainda segundo a legislação é dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público garantir, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura e à dignidade.

De acordo com uma pesquisa da Fundação Carlos Chagas, crianças que frequentaram instituições de educação infantil de qualidade tinham um desempenho 12% melhor na chamada Provinha Brasil (aplicada a alunos do 2º ano do ensino fundamental da rede pública).

A verdade é que a escolha de quando colocar seu filho em uma instituição é completamente particular e depende do estilo de vida familiar. A opção do berçário aceita crianças a partir dos 3 meses, mas o recomendado é que ela seja matriculada a partir dos 6 meses de idade, quando a alimentação não é restrita ao leite materno.

Conheça a seguir a importância do brincar, aprenda dicas de como escolher a melhor creche para seu filho e no que é preciso estar atento durante essa transição.

A importância do brincar nas creches

Ainda existe o preconceito que circunda a atividade do brincar. Além de não ser considerado como algo fundamental ao desenvolvimento infantil, ele é visto apenas como uma forma de passar o tempo e distrair os pequenos. Somente 19% dos brasileiros acreditam que essa atividade é importante para a criança de até 3 anos de idade.

É importante compreender que a brincadeira, jogos e faz de conta são responsáveis por praticar a imaginação. Os momentos lúdicos também ajudam os responsáveis a entender sobre a personalidade das crianças como sentimentos e reações diante de desafios.

O brincar estimula o desenvolvimento do corpo em aspectos como elasticidade, força, coordenação motora e ainda faz com que o público infantil seja um sujeito ativo no seu próprio processo de crescimento e aprendizagem.

Além de estimular a imaginação, brincar é importante também para o desenvolvimento do corpo e as creches devem ser vistas como ambientes propícios para tal

No Brasil, as crianças ficam 161% mais tempo nas telas do que ao ar livre e são as mais conectadas do mundo. Nesse cenário, o equilíbrio se faz cada vez mais necessário para que haja interação entre pequenos que estão começando a viver em sociedade.

ATENÇÃO: Evite associar o brincar à aquisição de brinquedos. Brincar de fazer sombras na parede, fantoches de dedos e outras atividades com objetos simples, do dia a dia da família, pode ser igualmente divertido.

A escolha da creche ideal para colocar seu filho

De acordo com um estudo realizado pelo Ibope Bus com 2000 entrevistados, o principal em uma boa creche é ter acompanhamento de profissionais especializados (51%). Ter um ambiente favorável à criança (36%), aprender a conviver com o próximo (33%) e ter acesso a atividades variadas (30%) são outras prioridades.

Existem uma série de critérios que podem ajudar os responsáveis na hora de escolher a instituição mais adequada para confiar a educação dos pequenos. A localização costuma ser o primeiro a ser levado em conta por ser um facilitador para a família.

No que se refere à infraestrutura e limpeza, é fundamental checar se há espaço externo para os alunos e se os ambientes fechados são bem cuidados, com ventilação e sem mofo, por exemplo. Visite a cozinha, os banheiros e avalie os detalhes que julgar necessário.

A qualificação dos funcionários também pode ser avaliada. Desde 2020, o Plano Nacional de Educação tornou necessário a formação em Pedagogia ou ter o Magistério Superior para estar apto a trabalhar em creches. Até então, o ensino médio era suficiente.

O tamanho das turmas também pode ser um indicativo de mais ou menos atenção para cada um dos indivíduos. Quanto menor o número de alunos por sala de aula, mais personalizado será o cuidado com as crianças.

Por óbvio, a comunicação constante da creche com os familiares e a mensalidade são outros aspectos importantes que devem ser levados em conta. É essencial sentir-se parte desse processo na vida das crianças e nem sempre a creche mais cara estará mais alinhada com as vontades da família.

O que você precisa saber quando colocar seu filho na creche

O ingresso de crianças de até 3 anos de idade nas creches exige diversos cuidados, afinal, quanto mais jovens os bebês, menos anticorpos eles possuem para se defender de infecções. Portanto, não se assuste caso os pequenos adoeçam quando entrarem nesse novo ambiente, essa é uma situação muito comum.

As enfermidades se espalham com mais facilidade nessas instituições devido ao contato próximo entre muitas crianças, que não têm os mesmos hábitos de higiene dos adultos. Elas colocam as mãos sujas nos olhos, na boca e as mãos carregam e transmitem germes pelas superfícies.

No ambiente escolar, a saúde dos alunos deve ser preventiva. Por isso, é importante perguntar se a creche exige a carteira de vacinação e atestado médico das crianças para que elas possam se matricular.

Casos de disseminação de doenças infecciosas são muito comuns quando crianças ingressam na creche e é necessário que um pediatra acompanhe de perto

O pediatra e neonatologista, Jorge Huberman, explica que quando decidir colocar seu filho na creche é importante nunca esquecer de conversar bastante com a criança. “Envolva a criança nos preparativos, adapte à rotina previamente, transmita segurança, demonstre interesse, tenha paciência com as mudanças de comportamento e procure se adaptar também”, avalia.

Busque se informar sobre as regras da creche em relação ao controle de doenças infecciosas e siga à risca as recomendações do pediatra. O profissional especialista da área da saúde infantil será o responsável por diagnosticar as crianças, sugerir cuidados necessários e aconselhar, permitir ou não a ausência dos pequenos na creche.

O pediatra e neonatalogista, Dr.Jorge Huberman, em seu consultório, no Instituto Saúde Plena fala sobre colocar seu filho na creche
O pediatra e neonatalogista, Dr.Jorge Huberman, em seu consultório, no Instituto Saúde Plena fala sobre colocar seu filho na creche (Foto: Kesher Conteúdo/Divulgação)

Para marcar uma consulta com o pediatra e neonatologista Dr. Jorge Huberman, ligue para (11) 2384-9701

Blog Jorge Huberman