Dr. Jorge Huberman

Bebês sentem mais frio? Saiba como protegê-los!

O inverno chegou e essa pode ser uma estação do ano que causa muita preocupação aos pais, principalmente os de primeira viagem. Isso porque, entre julho e setembro, é o período em que, normalmente, as temperaturas caem e muitos ficam sem saber, ao certo, até que ponto os bebês sentem frio. Saiba agora como protegê-los da melhor forma no inverno.

É comum chegar o inverno e já tirarmos os cobertores e casacos do armário. Que sentimos frio é um fato, mas engana-se quem pensa que os bebês sentem muito mais frio que nós. Na prática, a diferença não é tão grande assim e agasalha-lo demais pode até fazer mal.

Os recém-nascidos possuem uma camada protetora de tecido adiposo marrom, que os protege da exposição ao frio a partir da transformação de gorduras e calorias em calor. O metabolismo dos bebês é mais acelerado; sendo assim, tanto o ganho de calor como a perda também são.

Mas quando o frio chegar, não pense em enrolar seu filho em um pacotinho de cobertores. No primeiro mês de vida, os bebês precisam de agasalhos para manter a temperatura, mas uma camada a mais de roupa que os adultos já é suficiente!

Os nenês possuem sensações térmicas próximas às dos adultos. Sendo assim, o ideal é vesti-los de acordo com a temperatura do dia. Fica a dica: vista o bebê com uma roupa um pouco mais quente comparada à dos pais, mas sem exagero. Se o adulto estiver usando uma camisa de manga comprida, o bebê poderá estar com um casaco leve por cima.

“Nas noite frias lembrar que devemos colocar primeiro o body, depois o pagão e por cima um pijama bem quentinho no bebê. Os macacões de flanela são ótimas opções Nada de cobrir seu filho com cobertor, manta ou edredom para evitar sufocação. Se estiver muito frio, você pode recorrer aos sacos de dormir”, reforça o pediatra e neonatologista Jorge Huberman.

O pediatra e neonatalogista, Dr.Jorge Huberman, em seu consultório, no Instituto Saúde Plena fala sobre quando o bebê sente frio
O pediatra e neonatalogista, Dr.Jorge Huberman, em seu consultório, no Instituto Saúde Plena fala sobre quando os bebês sentem frio (Foto: Kesher Conteúdo/Divulgação)

Contudo, é claro que isso não é uma regra. Vista seu filho de acordo com o clima ambiente, mas observe suas reações para identificar se ele está sentindo frio ou calor. Como os bebês ainda não falam, essa pode parecer uma missão impossível, mas não é!

Como saber se os bebês sentem frio?

É por meio do choro da criança que ela mostra que está desconfortável com alguma coisa. O mesmo acontece quando eles estão com muito frio ou calor. Porém, é possível perceber alguns sinais antes que chegue ao ponto de irritação extrema.

Não se engane: os pés e mãos do bebê não são parâmetros para medir a temperatura corporal dele. As extremidades costumam ser mais frias do que as outras partes do corpo porque os vasos sanguíneos ainda não estão completamente formados.

Para garantir um sono tranquilo e quentinho, não é necessário um monte de cobertores
Para garantir um sono tranquilo e quentinho, não é necessário um monte de cobertores (Foto: Freepik)

A maneira mais recomendada de verificar a temperatura do pequeno é encostando a sua própria mão nas costas, no peito ou na cabeça dele. Caso estejam geladas, seu filho está sentindo frio. Essas partes do corpo devem ser aquecidas com uma peça adicional de roupa ou cobertor.

Tremores e palidez também podem ser sinais de que a criança não está confortável com a temperatura. O pediatra pode te aconselhar a perceber essas indicações e como solucionar o problema.

Como saber se o bebê está sentindo calor? 

Além do choro, bochechas rosadas, cabelos molhados, temperatura corporal elevada e irritação podem ser sinais de que seu filho está com calor. Assim que perceber esses sintomas, você deve retirar as roupas em excesso que estão causando o desconforto.

É importante lembrar que o excesso de roupa faz mal ao bebê. Você pode estar querendo protegê-lo do frio, mas acaba superaquecendo e sufocando. Conforme o seu filho cresce e se desenvolve, o organismo dele consegue regular melhor a temperatura interna, facilitando a escolha adequada das roupas.

Lembre-se: a temperatura normal do organismo varia de 35,5ºC a 37ºC. Caso a temperatura do bebê seja muito maior ou menor do que isso, os pais devem se preocupar. Nessas situações, é importante consultar o seu pediatra.

Como vestir o bebê no frio?

Você já viu que colocar vários agasalhos no bebê e enrolá-lo em cobertores não é a forma correta de vestir o seu filho no inverno. Fazer “pacotinhos de neném” não funciona! Sem ouví-lo dizer, você precisará perceber os sinais para deixá-lo confortável nessa estação do ano.

Apesar de ter uma temperatura corporal mais elevada, o seu filho também perde calor mais facilmente. Sendo assim, vale considerar que o bebê sentirá um pouco mais de frio do que você. Porém, não exagere.

Você deve cobri-lo e deixá-lo quentinho. Vista-o por camadas: um body, calça, macacão e um casaco com capuz por cima, por exemplo. O uso de luvas, gorros ou meias deve aparecer conforme a temperatura ambiente e caso os pais achem necessário, seguindo as indicações da criança.

O ideal é que as roupas dos bebês sejam feitas de algodão. Coloque-as nem que seja por baixo de peças de outros tecidos, para evitar o contato da pele com panos que podem causar lesões e ressecamento. 

Durante a noite, o frio se torna ainda mais intenso. A tendência dos pais é querer aquecer muito os filhos, mas lembre-se que cobertores soltos não são recomendados nos 6 primeiros meses de vida, pois aumentam o risco de sufocamento no berço.

Aquecedores elétricos também não são recomendados pois podem diminuir demais a umidade do ar, levando ao ressecamento da pele do bebê.

O frio chegou! E agora?
O excesso de agasalhos podem fazer mal ao bebê, causando desconfortos
O excesso de agasalhos podem fazer mal ao bebê, causando desconfortos (Foto: Freepik)

Quando o inverno chegar, não se desespere! Não adianta vestir o bebê com todas as roupas que tem no armário. Escolha peças adequadas à temperatura e lembre-se de que seu filho sente apenas um pouco a mais de frio que você.

Ainda que não falem, os bebês deixam claro quando sentem desconforto. Então se atente aos sinais, sejam eles de frio ou calor, para garantir o bem-estar e a saúde do seu filho.

Em casos de qualquer dúvida sobre o desenvolvimento da criança, você deve consultar o pediatra. Ele pode esclarecer seus questionamentos e te dar dicas do que fazer e como solucionar problemas.

Para marcar uma consulta com o pediatra e neonatologista Dr. Jorge Huberman, ligue para (11) 2384-9701.

Blog Jorge Huberman