Dr. Jorge Huberman

  >  bebês   >  Quando o bebê sorri pela primeira vez?
Não existe data certa para o primeiro sorriso. Cada bebê é único e os pais devem respeitar

Quando o bebê sorri pela primeira vez?

Não existe nada que demonstre mais o sentimento de alegria e felicidade do que um sorriso sincero. Para dar aquela primeira risada gostosa, o nenê precisa já ter visto essa expressão antes e estar em um bom momento. Cabe aos pais ficarem muito atentos para ver quando o bebê sorri pela primeira vez!

A hora do primeiro sorriso depende de alguns fatores como a saúde do bebê e a relação dele com a família e as pessoas que o cercam. Se você quer que o seu filho sorria, ele precisa ver você rindo primeiro para ele e se sentir feliz ao seu lado.

Tudo é novo para os nenês e algumas habilidades levam tempo até serem descobertas. O sorriso é uma expressão facial formada a partir da contração dos músculos das extremidades da boca – quando as crianças veem os pais realizarem esse movimento, fica mais fácil aprender a fazê-lo.

Quando voluntário, o sorriso do bebê marca uma das mais interessantes etapas do seu desenvolvimento. De acordo com o pediatra e neonatologista Jorge Huberman, sorrir demonstra que o bebê consegue compreender o mundo ao seu redor e interagir com ele. “Significa que ele está apto a se socializar e comunicar as próprias emoções”

O pediatra e neonatalogista, Dr.Jorge Huberman, em seu consultório, no Instituto Saúde Plena fala sobre quando o bebê sorri
O pediatra e neonatalogista, Dr.Jorge Huberman, em seu consultório, no Instituto Saúde Plena fala sobre quando o bebê sorri (Foto: Kesher Conteúdo/Divulgação)

Além disso, o sorriso do pequeno para alguém demonstra que essa pessoa faz bem para ele e que ele está feliz, seguro e protegido. Esse sentimento é construído em um ambiente com muito amor, carinho e atenção para a criança.

Porém, nem todo sorriso será de fato voluntário. A primeira risada do bebê pode aparecer logo nos primeiros dias de vida, mas esse é um sorriso involuntário – um reflexo motor que pode ocorrer quando seu filho está acordado ou dormindo.

Ou seja, o sorriso, não necessariamente, é para os pais. Ainda assim, as coisas estão ocorrendo bem e a risada da criança é um bom sinal.

Quando o bebê sorri pela primeira vez?

Crescer em um ambiente cheio de amor e alegria estimula o sorriso do seu filho
Crescer em um ambiente cheio de amor e alegria estimula o sorriso do seu filho (Foto: Freepik)

Cada criança é única! E essa regra também vale para o momento do primeiro sorriso. Não existe uma data certa ou hora exata para o seu bebê rir voluntariamente, mas existem fases mais comuns em que essa habilidade costuma ser desenvolvida.

Antes de falarmos sobre a primeira vez que o bebê sorri voluntariamente, você sabia que eles dão risada ainda no útero da mãe? O estudo The Baby Laughter (O Bebê Sorridente), feito pelo professor e psicólogo Caspar Addyman do Centro do Cérebro e Desenvolvimento Cognitivo de Birkbeck, na Universidade de Londres, Inglaterra, provou isso.

Pesquisadores que usaram ultrassonografias 4D descobriram que os bebês riem até mesmo no útero, e esse reflexo pode estar associado à tranquilidade e o bem-estar do nenê. Contudo, do lado de fora, o sorriso voluntário não vem tão rápido assim!

Caspar  acredita que estudar as risadas dos menores de 1 ano de idade pode esclarecer o modo como o cérebro funciona nessa fase da vida, além de revelar características do humor dos seres humanos. Sendo assim, ele analisou a relação entre 1.300 famílias e seus bebês de 69 países diferentes.

De acordo com o resultado, 95% dos bebês deram o seu primeiro sorriso voluntário, intencional, e que realmente demonstra alegria, com um mês e meio de vida. Mas para ouvir a gargalhada do seu filho, você terá que esperar mais um pouco.

Segundo a pesquisa, a primeira gargalhada do bebê surge por volta da metade do terceiro mês de vida. Essa também é a forma que a criança vai usar para se comunicar com você. Assim como o nenê chora quando há algo de errado, ele irá sorrir para mostrar que está contente com alguma situação.

Como estimular o sorriso do bebê?

Para que o seu filho sorria para você, é preciso rir primeiro para ele. A criança precisa crescer em um ambiente cercado de amor e alegria para que consiga se sentir feliz para sorrir.

Demonstrar carinho físico, formar um contato olho no olho e dar atenção ao seu pequeno, vai fazer ele se sentir confortável, contente e amado na sua presença – o que já são grandes motivos para arrancar um sorriso no rosto dele. Mas claro, no tempo certo.

Não adianta forçar ou ficar fazendo inúmeras graças na frente de um recém-nascido na tentativa de fazer ele gargalhar. Tudo leva tempo e cada criança é única. Mas caso perceba que a hora do seu bebê sorrir está se aproximando, você pode estimulá-lo de algumas formas:

Imitação: tudo que aprendemos no início da vida, é fruto das referências visuais e comportamentais que acumulamos. O seu filho precisa ver o seu sorriso e suas caretas divertidas para aprender como se faz e te imitar.

Afeto: o vínculo entre pais e filhos é formado a partir do carinho, atenção e cuidado. Demonstre o amor que sente pelo seu filho com suas atitudes e ele saberá que, onde você estiver será um lugar feliz e seguro.

Brincadeiras: atividades divertidas estimulam o riso. Por mais que a criança ainda não tenha desenvolvido a habilidade de rir voluntariamente, ela pode achar algumas ações engraçadas, o que vai estimulá-la a rir futuramente.

É aqui que entra a famosa brincadeira do “Cadê? … Achou!”, que consiste em se esconder atrás de um pano, por exemplo, e depois aparecer sorrindo. Os bebês amam! Cócegas na barriga e caretas também são formas de estimular o riso do seu filho.

O que fazer se o bebê não sorrir?

Em casos de dúvidas sobre o primeiro sorriso do bebê, consulte o pediatra
Em casos de dúvidas sobre o primeiro sorriso do bebê, consulte o pediatra (Foto: Freepik)

Antes de qualquer coisa, tenha em mente que cada bebê é único e tem o próprio tempo para desenvolver suas habilidades, inclusive sorrir. Não é porque outros nenês da mesma idade já sorriem, que existe algo de errado com o seu filho. Isso tem a ver com a personalidade de cada um.

Contudo, fique atento ao comportamento dele e se você achar que é algo realmente fora do normal, consulte o pediatra! Ele é o seu principal aliado quando o assunto é saúde e desenvolvimento, tanto cognitivo quanto motor, do nenê.

Leve o seu filho ao consultório do pediatra para que ele consiga fazer um diagnóstico específico e tire qualquer dúvida que possa aparecer!

Para marcar uma consulta com o pediatra e neonatologista Dr. Jorge Huberman, ligue para (11) 2384-9701.