Dr. Jorge Huberman

  >  adolescentes   >  Até qual idade crianças podem ir ao pediatra?
Médica pediatra examina paciente adolescente: não há faixa etária para deixar de ir ao pediatra

Até qual idade crianças podem ir ao pediatra?

Muita gente acha que o pediatra só atende crianças pequenas. Por isso, com frequência, surge a pergunta: até qual idade as crianças podem ir ao pediatra?

Na verdade, considera-se que até 15 anos é o limite para que o adolescente possa ir ao pediatra, porém, esta resposta não é definitiva.  

Em primeiro lugar, pela lei, considera-se criança, o jovem, de até 12 anos de idade incompletos, e o adolescente, aquela pessoa que está na faixa etária entre os doze e os dezoito anos de idade.

Contudo, é comum vermos adolescentes e até adultos em consultórios e clínicas pediátricas, o que pode causar certa surpresa.

De modo geral, quando temos um pediatra de confiança, é muito difícil trocar de médico quando a criança entra na adolescência.

Até quantos anos uma criança deve ir ao pediatra?

A definição da faixa etária que abrange a adolescência tem diferentes visões ao redor do mundo.

O Conselho de Prática Pediátrica, Council of Pediatric Pactice, sediado nos Estados Unidos, afirma que o acompanhamento de um jovem pelo pediatra pode ser realizado até os 21 anos de idade.

No entanto, outras entidades médicas renomadas colocam outros limites, variando entre 12 e 18 anos de idade.

Conceito parecido tem a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), observando que em atenção ao Código Civil Brasileiro e ao referencial bioético da autonomia, os jovens maiores de 16 anos poderão optar pelo atendimento por um médico que não seja mais um pediatra.

Contudo, quem está nesta faixa etária também pode escolher que um pediatra continue realizando seu atendimento médico.

Já a Organização Mundial de Saúde (OMS), umas mais conceituadas deste segmento, considera adolescente qualquer jovem que esteja na faixa dos 10 anos até os 20 anos incompletos.

Aqui está uma das respostas para aquela pergunta inicial: até qual idade meu filho pode ir ao pediatra?

É, por este motivo, que vemos muitas vezes em um consultório de pediatria um jovem que está entrando na fase adulta.

Garota conversa com o pediatra: não há limite de idade para esta visita
Jovem conversa em consulta com uma pediatra: até qual idade crianças podem ir ao pediatra? Na verdade, não há uma idade limite para isso.

Não há resposta exata para isso: até qual idade crianças podem ir ao pediatra?

Então, na verdade, a resposta exata para esta pergunta simplesmente não existe: não há um limite de idade exato para levar um adolescente ao pediatra.

O fundamental é visitar um médico com regularidade e manter a saúde da criança ou do adolescente sempre em dia.

A Pediatria é a especialidade médica dedicada à assistência à criança e ao adolescente, em seus diversos aspectos.

Talvez pela origem grega da palavra significar “aquele que cura crianças”, e mais toda uma carga cultural relacionando essa especialidade da medicina ao atendimento de crianças, é normal as pessoas esquecerem que os adolescentes também podem, e devem,  ser atendidos por pediatras, já que estes têm formação e conhecimento total do processo de crescimento e desenvolvimento da criança até a idade adulta.

Vale lembrar que há uma subespecialidade na pediatria pouco divulgada, mas muito importante por se ater a todas as especificidades que envolvem o período da adolescência. Ela é chamada de Hebiatria e atende jovens entre de 13 a 21 anos.

Com todas essas informações, há que se concluir que não há uma idade específica para limitar a ida do paciente ao seu pediatra.

A consulta com esse especialista deve ocorrer durante o tempo em que pais e filhos se sentirem confortáveis, sempre respeitando o vínculo entre o profissional e o paciente.

“Essa transição, às vezes é difícil, mas deve ocorrer de forma tranquila e quando os pais e a criança/adolescente estiverem preparados”, afirma o pediatra Jorge Huberman.

O pediatra Jorge Huberman ao lado da ex-paciente Bárbara, atendida até os 19 anos
O pediatra Jorge Huberman ao lado da ex-paciente Bárbara, atendida até os 19 anos de idade em seu consultório

“Aqui em nosso consultório, cheguei a atender uma paciente que, na última consulta, já estava com 19 anos”, conta o neonatologista. “E este atendimento começou quando ela ainda era um bebê”, relata o médico.

“O Dr.Jorge me conhece desde que nasci”

“Simplesmente o Dr. Jorge me conhece desde que nasci”, afirma a ex-paciente, Bárbara Molina.

“Ele me acompanhou desde o meu nascimento até os 19 anos de idade, quando fui na minha última consulta. Enxergo, até hoje, o Jorge como a pessoa que sabe tudo de mim!”, conta Bárbara, que, atualmente está com 23 anos.

“Quando fico doente, eu brinco em casa que vou ligar para ele pois certamente ele saberá qual é o diagnóstico. O Jorge, simplesmente, acabou sendo a pessoa que acompanhou todo o meu desenvolvimento emocional, acompanhou minha infância, a minha adolescência e um curto período já da fase adulta, sempre com muito diálogo, relata Bárbara.

“Então, ir ao pediatra até os 19 anos de idade não foi uma somente uma escolha, fui até realmente que ainda dava para ir. O difícil foi mesmo ter que deixar de ir ao consultório do Dr. Jorge por já ter virado adulta”, finaliza. 

O pediatra Jorge Huberman ao lado da bebê Barbara, em foto feita em 2001: é muito difícil trocar seu pediatra de confiança por outro médico
O pediatra Jorge Huberman ao lado da bebê Bárbara, em foto feita há 23 anos: “ele me acompanhou desde o meu nascimento até os 19 anos, quando fui na minha última consulta. Enxergo, até hoje, o Jorge como a pessoa que sabe tudo de mim!”

Para marcar uma consulta com o Dr. Jorge Huberman, ligue para: (11) 2384-9701